A história do Revestimento Metro White

O revestimento Metro White (Subway Tiles), sem dúvida, é um “coringa”, desses em que a versatilidade parece não ter fim e sua presença está sempre além das fronteiras do tempo e do espaço.

Pode prestar atenção em filmes de época e modernos, nas paredes de cozinhas, eles invariavelmente estão por lá, como pano de fundo dos cenários.

E você sabe qual é a história do revestimento Metro White?

Criado em 1904, pelos designers George C. Heins e Christopher Grant La Farge, o revestimento foi desenvolvido para atender a primeira estação de metrô de Nova York e, claro, este é o motivo de seu nome ser batizado como subway tiles.

O projeto pedia um material que ajudasse na reflexão da luz, fosse fácil de limpar e resistente. Com um formato retangular, originalmente na medida de  8x22cm, branco e esmaltado, o revestimento de azulejo atendeu todas essas exigências e, de quebra, ainda se mostrou como um material de fácil aplicação.

O sucesso foi tanto que outros metrôs pelo mundo adotaram a sua aplicação em suas obras, Paris e Londres, entre elas.

Hoje seu uso se estende a diversos ambientes, suas medidas foram mudando com o passar dos anos, ganharam novas cores, mas ainda conservam a mesma elegância e ao mesmo tempo, modernidade.

Confira o Metro White disponível em nossa loja, assim como outras opções de revestimentos.

A importância do cuidado com os ralos nas cozinhas industriais  

Quem é do ramo já sabe que as instalações físicas de uma cozinha industrial devem atender as normas da Vigilância Sanitária (ANVISA), que prezam pelos cuidados preventivos de contaminação dos alimentos, bem como a segurança de quem trabalha no local, entre outros itens.

E um item importante que precisa estar em conformidade com as normas da Agência são os ralos, que além da funcionalidade para manter a cozinha sempre operando, sem entupimento dos ramais de esgoto, devem-se usar sistemas que impeçam a entrada de insetos.

O correto posicionamento destes equipamentos e o caimento adequado são outros pontos que devem ser levados em conta e, por isso, a opção por ralos lineares ajuda na captação da água sobre o piso, agilizando o processo de limpeza da cozinha.

Um ponto importante: a escolha dos ralos deve levar em conta a sua durabilidade e resistência à passagem constante de pessoas e “carrinhos”.

Como vemos, são detalhes que parecem pequenos, mas que fazem toda a diferença na prevenção de problemas que podem comprometer o funcionamento da cozinha e o negócio.

Para saber mais sobre as funcionalidades dos ralos para cozinhas industriais, entre em contato conosco e confira nossas opções em loja.

O QUE NOS TRÁS O INCC-M DE ABRIL DE 2022

O QUE NOS TRÁS O INCC-M DE ABRIL DE 2022

Nunca é demais repetir a explicação para quem é novo por aqui. O INCC-M é o Índice Nacional de Custo da Construção que leva em consideração a variação de preço no período entre o dia 21 do mês anterior ao dia 20 do mês de referência. E em abril ele apresentou alta de 0,87% em relação ao mês de março.

Nos últimos doze meses a alta representa 11,54%, e neste ano em particular, uma alta acumulada de 2,54%.

Destacamos aqui que as maiores altas se deram em produtos ligados ao cimento Portaland, como a massa de concreto e o próprio cimento, de 4,21% e 2,80%, respectivamente.

Já as principais baixas foram dos condutores elétricos e dos tubos e conexões de PVC, de -0,68% e -0,12%, respectivamente.

Belo Horizonte, que apesar de ter sido junto com Salvador as únicas capitais que apresentaram desaceleração, continua com alta de 2,65% em relação ao período anterior.

Caminhos da automação integrada à decoração

A cada dia surgem novos recursos de automação orientados para projetos residenciais que, entre outros benefícios, geram conforto, segurança e economia. O desenvolvimento deste setor é tanto que já temos um termo para ele: domótica, do francês Domotique e que representa a junção das palavras casa e automático.

No entanto, mais do que inserir as tecnologias no ambiente residencial, é preciso harmoniza-las com os projetos decorativos para que não destoem dos estilos propostos, especialmente quando optamos por decorações mais clássicas, retrô, em que o moderno se apresenta como oposição.

Mesmo nestes casos, é possível trazer recursos de camuflagem ou integração das tecnologias em objetos, painéis, móveis, sem ferir a estética da casa.

Para não erra na automação residencial

O primeiro passo é definir o projeto decorativo de cada ambiente e em seguida os objetivos de automação em cada cômodo, estruturando a aquisição dos elementos estratégicos de design que irão abrigar os recursos tecnológicos. 

Apenas para lembrar algumas das possibilidades da automação residencial, temos os que partem do próprio processo construtivo e decorativo, com implantação de sistema de câmeras, iluminação, som, ar condicionado, portas e janelas, bem como de eletrodomésticos, como máquinas de lavar roupa, louça e fogões inteligentes.

Sem dúvida, a tendência das casas inteligentes é um caminho sem volta, cada vez mais acessível e, como vemos, totalmente possível de se caminhar junto dos processos decorativos, a partir de um olhar sistêmico da sua integração.

O que é o INCC e como ele pode impactar o seu dia a dia

O INCC é o Índice Nacional de Custo da Construção, criado a mais de 70 anos, para monitorar o a evolução dos preços de materiais, serviços e mão de obra na construção civil.

Ele considera a variação de preços em 7 capitais (Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador).

O INCC hoje é utilizado, principalmente, para o reajuste de contratos de compra de imóveis com pagamento a prazo (imóveis na planta ou em construção), em que o saldo devedor é reajustado com a data base do contrato até que se efetue a entrega do imóvel (Chave/Habite-se). Após esse período, os contratos adotam outras maneiras de correção do saldo devedor (geralmente o IGPM).

Por esse motivo quem está comprando um imóvel deve ficar atento à tendência nas variações de preços no mercado da construção civil.

Seguiremos agora apresentando a série histórica do INCC-M (período de 21 do mês anterior a 20 do mês de referencia), deste ano de 2022, todo mês divulgando esse índice para acompanhamento.

JAN/2022 – 0,64

FEV/2022 – 0,48

MAR/2022 – 0,73

No ano, a alta acumulada é de 1,85% e considerando os últimos doze meses a alta acumulada e de 11,63%.

Em tempo de racionamento de água, condomínios trocam sistema de descarga e reduzem até 50% de seu consumo

Edifícios novos ou velhos, comerciais ou residenciais. A ordem para todos é economizar água. Pois é, se o consumo consciente não se deu até o momento por uma questão cultural, o racionamento de água começa a imprimir a necessidade de medidas urgentes de contenção. Por isso, condomínios de casas e prédios tem investido em um recurso bastante simples e barato e que não apenas tem gerado redução importante do consumo de água, como também na conta do final do mês: a troca da válvula de descarga do banheiro.

Para se ter uma ideia da economia gerada, em sistemas antigos o gasto médio de água pelo acionamento da descarga é de 12 a 40 litros, e com o acionamento via válvula dupla o consumo é reduzido em até 50%, de acordo com a necessidade de uso. O sistema de válvula dupla pode ser instalado tanto em paredes (válvulas de descarga convencionais), como em caixas acopladas.

O kit conversor da Deca Válvula Hydra Max para Sistema DUO tem o valor médio de R$ 85,00. Para as caixas acopladas o sistema completo da Censi, incluindo o mecanismo de entrada, custa por volta de R$ 110,00.

Um de nossos clientes ilustrou os resultados do sistema, em matéria do portal G1 desta semana. Neste condomínio de prédios, localizado na Barra Funda, em São Paulo, realizamos a troca de 551 válvulas das caixas acopladas nos 324 apartamentos e áreas úteis do condomínio, resultando na redução da conta de água de R$ 22 mil para R$ 7 mil/mês. É importante lembrar que o condomínio também fez reparos em vazamentos.

Para saber mais a respeito dos produtos acesse http://bit.ly/1kl7IBY ou consulte-nos pelo telefone 11 3050-6578.

***

Confira a matéria completa do G1 – http://g1.globo.com/sao-paulo/blog/como-economizar-agua/post/como-economizar-instalando-valvula-de-descarga-com-duplo-acionamento.html

ABNT cria novas regras para reformas

Associação Brasileira de Normas Técnica publicou no dia 18 de abril novas regras para quem pretende fazer reformas. Trata-se da NBR 16.280/14 – “Reformas de Edificações – Sistema de gestão reformas – Requisitos”, cujo intuito de garantir a segurança e a estabilidade das construções.

De acordo com as novas regras será necessário o acompanhamento de um profissional habilitado, seja um engenheiro ou arquiteto, para o caso de serviços que envolvam instalações elétricas, hidráulicas e ou alteração estrutural. A nova norma só ratifica a obrigatoriedade do acompanhamento do profissional habilitado no CREA.

Serviços simples, como a troca de fechadura, pintura e outros pequenos reparos poderão ser executados sem acompanhamento e caberá ao sindico ou responsável pelo condomínio exigir a documentação para liberar a execução dos reparos que houver a devida necessidade.

A norma surge tardiamente, tentando corrigir o que há muito tempo vemos acontecer de forma errada: “profissionais” sem a devida habilitação executando serviços dos mais diversos, seja em obras novas ou reformas de qualquer monta.

Como exemplo destes absurdos, temos o nivelamento entre o piso da varanda e o da sala para ampliá-la, em que muitas vezes o preenchimento é executado sem levar em conta a sobrecarga que está sendo aplicada sobre a laje. Já pensou qual será a sobrecarga aplicada sobre a estrutura do prédio se todos os condôminos executarem a mesma obra? Essa sobrecarga foi considerada em projeto?

INCC-M Julho 2013

INCC-M – Índice Nacional da Construção Civil referente ao mês de julho de 2013, apresentou alta de 1,96% em relação ao período anterior (1,24%). No acumulado do ano de 2013 o índice já é de 5,61%.

Para quem tem contrato com reajuste através do INCC os números neste ano são preocupantes, pois a projeção é que novamente o valor seja maior do que a inflação.

Construção Civil aponta desaceleração

Mesmo com uma queda de 10,7% em relação ao mês de fevereiro de 2012, a análise da pesquisa feita pelo SINDUSCON-SP e Fundação Getúlio Vargas, sobre a perspectiva do desempenho das empresas da construção, respondida pelos empresários do setor, foi considerada otimista.

Mas uma queda desta grandeza, em um ano que antecede a Copa do Mundo, onde deveríamos estar com o mercado em crescimento ser considerada otimista, é no mínimo, estranha.

O sinal de alerta esta aceso é não é de agora, depois de fechar o ano com um crescimento do PIB de 0,9%, todos os dias vemos noticias sobre os índices da inflação em diversos setores,  da falta de investimento de médio e longo prazo, da crise política, entre outros tantos problemas. Estamos caminhando para o fechamento do primeiro trimestre do ano, é não será nenhuma surpresa se tivermos uma redução ainda maior no crescimento da economia brasileira.

Precisamos é fazer uma análise critica da situação, sem pessimismo, nem otimismo, simplesmente REAL, sem partidos políticos, sem vaidade ou vergonha, buscando a raiz dos problemas, e apontar soluções conjuntas (governo e empresas), para que possamos realmente fazer com que as conquistas alcançadas nos últimos anos não se esvaziem.

Para quem quiser ler mais sobre o assunto, segue o link da matéria da Camila Maciel, da Agência Brasil, replicada a Exame.com.

http://exame.abril.com.br/economia/noticias/indice-de-desempenho-da-construcao-civil-cai-10-7

Anvisa prepara avaliação de restaurantes

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) está elaborando um projeto que deve ficar pronto ainda este ano, para avaliação da higiene nos restaurantes das cidades-sedes da Copa/2014.
Ainda não está definido como será feita avaliação é como serão apresentados os resultados, mas deve seguir o modelo adotado em algumas cidades do exterior que já aplicam esse procedimento, por exemplo, Nova York em que os estabelecimentos recenem notas de “A” até “C”, sendo “A” a nota mais alta é “C” a mais baixa. Como tudo hoje acaba no mundo tecnológico é possível até mesmo via Smartphones verificar a classificação dos estabelecimentos on-line.
A Anvisa já estabelece uma série de normas e condutas para armazenamento, manipulação de alimentos, além de exigir aplicação de produtos específicos nestes locais, como pisos e revestimentos de fácil limpeza, que sejam claros e estejam em perfeitas condições; sistema de drenagem de ralos e grelhas, que devem bloquear a passagens de isentos e outros bichos; geladeiras e câmaras frigorificas, que deve se adequar a diferentes tipos de alimento, entre outras.
Mesmo assim, observamos diversos estabelecimentos em péssimas condições de conservação e manutenção e que não apresentam o mínimo de controle e higiene dos alimentos servidos. Cabe ao consumidor fazer valer o seu direito de visitar a cozinha do estabelecimento, sempre que desconfiar de alguma irregularidade, e reclamar ou até denunciar o estabelecimento. Para isso a ANVISA disponibiliza o telefone 0800-642-9782.

Grelha em aço inox A304

Grelha em aço inox A304

 

Piso Kerafloor Gail

Piso Kerafloor Gail