Arquivo da tag: Prefeitura de São Paulo

Aumento de patrimônio – Aprenda com o Sr. Aref

A Folha de São Paulo de hoje, 14 de maio de 2012, traz a matéria feita pelos jornalistas Evandro Spinelli e Rogério Pagnan, sobre a evolução patrimonial do Sr. Hussain Aref Saab, que adquiriu 106 imóveis durante os sete anos em que, coincidentemente, atuou como diretor responsável pela aprovação de empreendimentos imobiliários acima de 500,00m2.

Segundo a reportagem, a renda mensal declarada do Sr. Saab é de 20 mil reais e do ano de 2005 até hoje o patrimônio acumulado por ele é de R$ 50mil, o que nos leva a tentar entender sobre contas. Mais do que isso, aprender com o citado como é possível obter resultados tão expressivos.

Para que tiver interesse no assunto, a Folha disponibiliza na TV FOLHA outras informações interessantes.

http://www1.folha.uol.com.br/multimidia/videocasts/1089561-diretor-de-kassab-compra-106-imoveis-em-7-anos-veja-video.shtml

Anúncios

Calçadas irregulares produz 1625 multas

A Prefeitura Municipal de São Paulo, após três meses de fiscalização da nova lei sobre a regulamentação da responsabilidade pela conservação das calçadas, realizou 1.625 multas, em que o valor total destas não foi divulgado. Uma nova campanha de divulgação em jornais e destruição de cartilhas será realizada em breve para tentar acabar com as dúvidas da população sobre a nova diretriz.

 A lei que começou a vigorar desde o inicio deste ano, autua quem não estiver com a calçada de seu imóvel em conformidade, com multa de R$ 300,00/m2 de área da calçada. Desta forma, um imóvel de 5 metros de frente com uma calçada de 2 metros de largura, pode receber multa de R$ 3.000,00.

 Apesar de realmente existir calçadas em péssimo estado de conservação e que necessitam de reparado e adequação urgentes, é impossível seguir a padronização exigida pela Prefeitura em alguns casos. Há calçadas com a largura mínima menor do que a solicitada, às vezes com postes e outros equipamentos que impossibilitam manter a faixa livre de pedestres, entre outros entraves.

 Não há qualquer prazo para regularizar os possíveis problemas, porém a autuação é imediata, uma vez constado a inadequação. Segundo a Prefeitura de São Paulo, as novas diretrizes foram amplamente divulgadas e, portanto, é obrigação do responsável pelo imóvel em frente a estas calçadas executar as adequações necessárias.