Arquivo da tag: Construção

Desastres em construções: até quando?

Hoje tivemos a noticia de mais uma tragédia, do desmoronamento de parte de um edifício em São Bernardo do Campo (SP), com pelo menos uma vitima fatal confirmada até o momento. Se isoladamente o caso já chama a atenção, acaba por ganhar destaque, devido ao recente desmoronamento de três prédios no centro do Rio de Janeiro.

Em ambos os casos serão feitas pericias em busca das causas dos acidentes, que correm em paralelo às variais teorias levantadas sobre as suas possíveis causas, como uma explosão, colapso por deterioração da estrutura, execução de obras internas e modificações estruturais.

Não podemos ser levianos e nos basearmos em achismos, mesmo porque não temos acesso às informações para supormos conclusões, mas precisamos sim ficar atentos aos acontecimentos e cobrar respostas e providencias sobre os casos, para que fatos como estes não mais ocorram.

É preciso lembrar que estes acidentes não são tão incomuns, já que há não pouco tempo tivemos a abertura da cratera na linha Amarela do metrô em São Paulo (2007), o caso do Palace II – no Rio de Janeiro (1998), o desabamento da marquise de um hotel no Rio de Janeiro (2007) e tantas outras, que apesar de causas distintas, estão ligadas a questões com suas obras e construções.

Anúncios

Novo site da Tutóia Materiais

Buscando a atualização constante de sua comunicação para melhor atender as necessidades de informações de seus clientes, a Tutóia redesenhou o seu site, passando a oferecer conteúdo mais completo, moderno e dinâmico para seus visitantes. Além de informações sobre os materiais comercializados na loja, como a linha de piso Gail, Cerâmica Eliane, Metais Deca e Docol, assim como ampla linha de hidráulica e elétrica, o site oferece uma área aos profissionais de arquitetura, decoração e engenharia para a divulgação de trabalhos e conceitos. A dinâmica do site é gerada pela atualização constante dos produtos, de acordo com os lançamentos e os pedidos gerados a cada cliente. Além das informações descritivas e técnicas dos materiais, o site também oferece uma diversidade de imagens, onde o usuário pode conferir a variedade de cores e formas oferecidas por cada linha. Para conferir o novo endereço acesse o site: www.tutoiamateriais.com.br  e aproveite para enviar suas sugestões e comentários.

Fechamento do semestre

Chegamos ao fim do primeiro semestre do ano, por incrível que pareça, e apesar da sensação de estar sempre correndo atrás do tempo, o balanço do primeiro semestre é bastante positivo.

Tivemos um começo de ano com algumas incertezas, inflação ameaçando a voltar, governo adotando medidas para frear o consumo, mas mesmo assim o mercado interno continua bastante aquecido. Já no mercado externo a situação na Europa continua preocupante, principalmente em virtude dos acontecimentos com a Grécia, que passa por uma semana decisiva. De qualquer forma, não há mais evidências de calote e a ajuda necessária ao país dará novo fôlego à economia e alivio ao mercado internacional.

Para o segundo semestre as perspectivas são de continuarmos com um cenário positivo no Brasil, talvez em ritmo mais lento, o que de certo modo pode ser bom, uma vez que o endividamento está cada vez maior e os preços ainda estão sofrendo reajustes. Precisamos encontrar o patamar do equilíbrio, do “crescimento sustentável”.

Por aqui,  já estamos preparando algumas novidades. A primeira e que já podemos antecipar, é que nas próximas semanas passaremos a aceitar o Cartão do BNDES para compras na loja de alguns fabricantes credenciados ao sistema, oferecendo ainda mais oportunidades de pagamento aos nossos clientes.

Agradecemos a todos os colaboradores, fornecedores e clientes que tem participando desse momento importante com a Tutóia Materiais, e aproveitamos para renovar a nossa missão de estar em constante busca para atendê-los cada vez melhor.

Preço do cimento sofre aumento

O preço do cimento chega às lojas com aumento de preço, já nesta semana, em torno de 8%. Alta de preços já era esperada uma vez que o aumento da demanda tem feito com que o produto esteja em falta em algumas regiões do país.

Devido a este aumento e possível que produtos que utilizam o cimento em sua produção, como argamassas e artefatos de cimento também sofram reajuste, impactando sobre o custo das obras.

Como muitos especialistas estão apontando que por conta da Copa do mundo e das Olimpíadas o mercado da construção continuara aquecido, os empresários do setor apostam que tais aumentos sejam absorvidos, sem grandes problemas. Mas não é essa a impressão que temos do pequeno consumidor, aquele que está reformando ou construindo sua casa, sente e muito estes aumentos, e claro reclama no balcão dos lojistas.

Mercado imobiliário desacelera

O mercado de imóveis novos e usados sofreu retração em São Paulo nos quatro primeiro meses deste ano, os principais motivos apontados por especialistas e pelo CRECI-SP(Conselho Regional de Corretores de Imóveis de São Paulo), são a alta de preços do imóveis, o maior endividamento das famílias, o aumento das taxas de juros, entre outros fatores.

A venda de moradias usadas caiu 15,7% em relação ao mesmo período do ano passado, já os imóveis novos tiveram uma queda de 43,7%, e os lançamentos de novos empreendimentos também teve redução de 16,4%. Ainda sim, os especialistas acreditam que esse ano será bom para que trabalha no setor, e que estes números apresentam somente um ajuste a realidade depois do pico ocorrido nos últimos anos.

Esse “ajuste” era algo já esperado por todos, pois os números de lançamento e valores de comercialização do metro quadrado estavam em patamares claramente irreais, resta saber qual será o patamar de equilíbrio e se os compradores dos imóveis na planta, que o fizeram visando um investimento na venda após a construção conseguirão honrar com seus compromissos caso esses imóveis não sejam negociados.

Minha casa, minha vida volta atrás

Depois de muita reclamação, a Caixa Econômica Federal voltou atrás na decisão sobre o financiamento de imóveis em ruas sem a devida infraestrutura, e anunciou que os imóveis que já estejam concluídos até a data de 30 de junho poderão ser negociados, utilizando o programa de financiamento Minha casa, Minha Vida.

A Caixa ainda publicou em nota oficial que poderá estudar e criar regras diferenciadas, dependendo da região e do município da construção, mas claro não abrindo mão da qualidade técnica e de segurança das residências.

 O problema de infraestrutura é muito maior do que se imagina. Segundo o Instituto Trata Brasil, cerca de 60% da população brasileira não tem acesso àrede de esgoto e o Governo Federal precisa fazer um esforço muito grande em conjunto com os Estados e Municípios para desenvolver projetos básicos de saneamento. Desta maneira, grande parte dos problemas de saúde publica já seriam minimizados.

Redução de IPI da construção será prorrogada por mais uma ano

O Ministro da Fazenda, Guido Mantega,afirmou que nos próximos dias será editada nova medida provisória que prorrogará a redução do IPI (Imposto sobre produtos industrializados)para materiais de construção, até o fim de 2011.

Segundo o Ministro, tais medidas ajudaram o País a sair da crise e permitiram mais expansão do setor, que registra um crescimento em 2010 da ordem de 13%.A afirmação se deu após Guido Mantega receber o troféu de Personalidade Pública, oferecido pelas lideranças empresarias reunidas no 9º Construbusiness – Congresso Brasileiro de Construção, na FIESP.

Confira a lista dos produtos contemplados:

MATERIAL REDUÇÃO DO IPI
Cimentos aplicados na construção 4% para 0%
Tintas e vernizes dos tipos aplicado na construção 5% para 0%
Massa de vidraceiro 10% para 2%
Indutos utilizados em pintura 5% para 2%
Revestimentos não refratários do tipo dos utilizados em alvenaria 5% para 0%
Aditivos preparados para cimentos, argamassas ou concretos 10% para 5%
Argamassas e concretos para construção 5% para 0%
Banheiras, boxes para chuveiros, pias e lavatórios de plástico 5% para 0%
Assentos e tampas, de sanitários de plástico 5% para 0%
Caixas de descarga e artigos semelhantes para usos sanitários ou higiênicos, de plásticos 5% para 0%
Pias, lavatórios, colunas para lavatórios, banheiras, bidês, sanitários, caixas de descarga, mictórios de porcelana 5% para 0%
Pias, lavatórios, colunas para lavatórios, banheiras, bidês de cerâmica 5% para 0%
Grades e redes de aço, não revestidas, para estruturas ou obras de concreto armado ou argamassa armada 5% para 0%
Outras grades e redes de aço, não revestidas, para estruturas ou obras de concreto armado ou argamassa armada 5% para 0%
Pias e lavatórios, de aços inoxidáveis 5% para 0%
Outras fechaduras; ferrolhos 5% para 0%
Partes Cadeados, fechaduras e ferrolhos 5% para 0%
Dobradiças de qualquer tipo (incluídos os gonzos e as charneiras) 5% para 0%
Outras guarnições, ferragens e artigos semelhantes para construções 10% para 5%
Válvulas para escoamento 5% para 0%
Outros dispositivos dos tipos utilizados em banheiros ou cozinhas 5% para 0%
Disjuntores 15% para 10%
Chuveiro elétrico 5% para 0%